Entre Pérolas e Margaridas
Ontem ele me disse o quanto era feliz por ter tido a sorte de me encontrar.
Eu já acho que eu tive a sorte de estar ali pra ele me achar.
Eu cheguei quebrada pra ele, e todos os dias ele vai colando cada pedacinho meu, e preenchendo tudo com amor, com o sorriso dele, com a paz de ter ele do meu lado o tempo todo.
Ele disse que antes não dizia “eu te amo”. E ele me diz. Todos os dias, o tempo todo.
Ele disse que eu mudei ele. Que ele aprendeu a amar de verdade.
Eu não acho que eu tenha mudado nada.
Eu acho que, finalmente, tudo se encaixa.
E, agora, o óbvio tomou conta. E tudo faz sentido.
Isso não é sorte: isso é amor.

Ontem ele me disse o quanto era feliz por ter tido a sorte de me encontrar.

Eu já acho que eu tive a sorte de estar ali pra ele me achar.

Eu cheguei quebrada pra ele, e todos os dias ele vai colando cada pedacinho meu, e preenchendo tudo com amor, com o sorriso dele, com a paz de ter ele do meu lado o tempo todo.

Ele disse que antes não dizia “eu te amo”. E ele me diz. Todos os dias, o tempo todo.

Ele disse que eu mudei ele. Que ele aprendeu a amar de verdade.

Eu não acho que eu tenha mudado nada.

Eu acho que, finalmente, tudo se encaixa.

E, agora, o óbvio tomou conta. E tudo faz sentido.

Isso não é sorte: isso é amor.

Hoje, o céu que estava escuro de repente se acendeu. Vai, Junior. Ocupa finalmente o lugar de anjo que sempre foi teu.

Hoje, o céu que estava escuro de repente se acendeu. Vai, Junior. Ocupa finalmente o lugar de anjo que sempre foi teu.